menu

Bahia

27/08/2015


Mãe de menino morto em Itapuã é agredida durante enterro

A mãe de Marcos Vinícius, de 2 anos, encontrado morto em Itapuã, foi agredida por populares durante o enterro do filho nesta quinta-feira, 27. Cerca de 50 pessoas se aglomeravam dentro e fora do Cemitério Municipal de Areia Branca, em Lauro de Freitas, durante o sepultamento. Algumas deram tapas nas costas da jovem quando ela saía do estabelecimento. Mas ela, que estava na garupa de uma moto, conseguiu escapar.


Fabiana foi alvo da revolta da população em outros momentos. Enquanto velava o corpo do filho, um grupo gritava que ela era culpada e que não adiantava chorar. Ao sair da capela para acompanhar o enterro, ela foi novamente criticada pelos populares e acabou voltando para a capela sem acompanhar o momento do enterro.

A avó de Marcos Vinícius, Manuela Pereira Carvalho, de 43 anos, desmaiou e também não viu quando o caixão do neto foi posto na cova. Ela disse que não conseguiu dormir essa noite e que está a base de remédio.


Manuela pede por justiça e lamentou por a filha não ter entregue a criança para ela cuidar, como alega ter pedido. Ao invés disso, Fabiana deixou o menino com o padrinho Rafael Pinheiro.


Marcos Vinícius morreu sob os cuidados do rapaz no dia 13 de agosto, que afirmou que ele passou mal enquanto bebia leite de soja. O suspeito disse que tentou reanimar o menino, mas ao constatar a morte colocou o corpo em um cooler. Em seguida, ele abandonou o corpo em um areal em Itapuã e inventou a história que o menino tinha desaparecido na feira do mesmo bairro.


A polícia suspeitou da história e Rafael acabou confessando. Inicialmente, a polícia cogitou a possibilidade de indiciar Fabiana por ter entregue a criança para Rafael, mas voltou atrás.

Notícias relacionadas