menu

Brasil

30/09/2015


Maior PIB do Nordeste, Bahia investe para fortalecer economia

Na Revista NORDESTE

Por Pedro Callado

No ano de 2002 a Ford instalou no Polo de Camaçari o Complexo Industrial Ford Nordeste, o maior investimento da montadora estadunidense em todo o mundo, com recursos estimados em 1,2 bilhões de dólares. A instalação da montadora atraiu várias empresas fornecedoras de equipamentos para produção automobilística. Dessa forma a concentração petroquímica da região foi reduzida e o Polo, que até então era chamado de Petroquímico, passou a ser conhecido como Polo Industrial de Camaçari (PIC).


Hoje o PIC responde por 20% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado da Bahia. Foram mais de US$ 16 bilhões investidos até o momento, com mais US$ 6,2 bilhões de novos recursos para os próximos anos. A contribuição anual do Polo em ICMS ultrapassa R$ 1 bilhão ao ano.


O Estado da Bahia tem o maior PIB do Nordeste correspondendo a 36% do PIB de toda a região. Além disso, é o 8º maior do Brasil, aparecendo logo atrás do Distrito Federal.


Além da indústria que ganhou força nos últimos anos, um dos fatores prioritários na economia baiana é a pecuária. A Bahia tem o 6º maior rebanho de bovinos do país, o segundo maior de ovinos e o maior rebanho de caprinos. Segundo dados do IBGE de 2011, o rebanho de cabras da Bahia sofreu uma redução de 3% em relação ao ano anterior, mas ainda assim tem quase 1 milhão a mais de cabeças que o segundo colocado, que é Pernambuco. O Setor de Agropecuária contribuiu com R$ 10,6 bilhões do PIB baiano em 2012. Segundo números do IBGE para o ano de 2014, a Agropecuária apresentou crescimento de 12,5%.


A estimativa da Superintendência de Estudos Econômicos da Bahia (SEI) é de que o Produto Interno Bruto feche o ano de 2015 com um crescimento aproximado de 1%, o que colocaria o Estado acima do crescimento nacional.


O setor da Agropecuária, principalmente na safra de grãos, apresentou resultados satisfatórios e impediram que a queda do PIB fosse acentuada. A Superintendência de Estudos Econômicos acredita que o estado irá retomar o crescimento econômico, com melhorias nas condições de trabalho e vida para o povo baiano.


O Estado da Bahia está estabelecendo uma série de investimentos que visa alavancar o desenvolvimento do interior do estado. Elaborado pela Secretaria de Planejamento, o Programa de Manutenção da Hidrovia do São Francisco deve ser executado em quatro anos, com investimentos de R$ 150 milhões, e prevê intervenções em um trecho de 573 km, com o objetivo de restabelecer a navegação em escala comercial.


Outra intervenção, essa no sistema viário do estado, deve afetar diretamente 45 municípios da Região Metropolitana de Salvador e outras regiões próximas, alcançando 4,4 milhões de habitantes e podendo gerar 100 mil empregos, diretos ou indiretos. A estimativa para o PIB de 2013 é R$ 190,2 bilhões e para 2014, R$ 194,7 bilhões.

PIB em 2012

R$ 167,7 bilhões 

Participação no PIB 
brasileiro em 2012

3,9%

Participação no PIB 
per capita em 2012

R$ 11.832 Mil
 

Confira a revista na íntegra CLICANDO AQUI.

Revista NORDESTE já pode ser acessada gratuitamente em smartphones e tablets

Notícias relacionadas