menu

Pernambuco

22/03/2016


Mais da metade da bancada do PE é a favor do impeachment

As manifestações contra o governo da presidente Dilma Rousseff, a pressão da mídia, o ingresso do PSB na oposição ao governo federal , foram os fatores responsáveis pela debandada da maioria da bancada pernambucana da base de apoio governista. Levantamento feito pelo jornal do Commercio aponta que dos 25 deputados federais pernambucanos, 13 se declararam favoráveis ao impeachent.

A situação pode ficar ainda pior, uma vez que quatro deputados ainda estão indecisos sobre que rumo tomar e outros seis não foram localizados para tratar do assunto. Com isso, somente dois deputados permanecem fiéis ao governo Dilma: a presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, e o vice-líder do governo na Câmara, Sílvio Costa (PTdoB).

Na comissão especial que analisa o pedido de impeachment da presidente Dilma, a bancada pernambucana também pende pelo afastamento. Dos quatro parlamentares estaduais, os deputados Mendonça Filho (DEM) e Fernando Filho (PSB) são favoráveis ao afastamento da presidente. Já Silvo Costa defende abertamente o governo e Tadeu Alencar (PSB) tem preferido evitar demonstrar claramente sua posição.

Dos três suplentes, o Pastor Eurico (ex-¬PSB e atual mente no PHS) virou a casaca e agora defende o impeachment da presidente Dilma. Outro suplente, João Fernando Coutinho (PSB), também defende o impeachment. Já Ricardo Teobaldo (PTN), que era contrário ao impeachment quando integrava o PTB, diz esperar uma reunião que a bancada fará nesta terça-feira (22) em Brasília, para tomar uma posição.

Notícias relacionadas