menu

Bahia

15/09/2017


Marcelo Nilo é investigado por falsidade eleitoral

Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Salvador, nesta quarta-feira (13), durante a Operação Opinião, deflagrada pelo Ministério público Eleitoral e a Polícia Federal.

Entre os endereços dos mandados, estão a residência do Deputado Estadual José Marcelo do Nascimento Nilo – conhecido como Marcelo Nilo – e seu gabinete, na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. Nilo é investigado por falsidade eleitoral.

A Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia emitiu representação e os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia.

O procedimento investiga o crime de falsidade eleitoral, no qual está envolvida a empresa de pesquisa eleitoral Babesp, Bahia Pesquisa e Estatística.

As investigações apuram se o deputado Marcelo Nilo prestou informações falsas à Justiça Eleitoral.

Segundo o MPE, o político seria o controlador da Babesp e teria utilizado a empresa “para contabilização fraudulenta de recursos utilizados de maneira ilegal em campanhas políticas”, prática conhecida como Caixa Dois.

Além disso, Nilo teria negado à Justiça Eleitoral ser proprietário da Babesp.

Outra suspeita é de que o resultado das pesquisas eleitorais divulgadas pela Babesp eram manipuladas.

Nos locais alvos dos mandados, foram recolhidos documentos, papéis, registros e dados arquivados em equipamentos como computadores, celulares e tablets, que podem contribuir com as investigações da Operação Opinião, que recebeu esse nome em referência à empresa investigada, que realizava pesquisas de opinião.

O Deputado Marcelo Nilo não se manifestou até o fechamento desta matéria.

A empresa de pesquisa de opinião, Babesp, não foi localizada pela reportagem.

Notícias relacionadas