menu

Brasil

07/04/2017


Mesmo com recuo de Temer, sobe para 261 os deputados contra a reforma

A situação não está nenhum pouco favorável para Michel Temer. Mesmo com o anúncio nessa quinta-feira, 6, do recuo em cinco pontos da proposta da reforma da Previdência, o número de deputados que se dizem contrários à proposta subiu para 261, segundo o placar do jornal Estado de S. Paulo.

Apenas 97 deputados se dizem a favor da reforma, sendo que 84 fazem ressalvas. São necessários 308 votos favoráveis ara aprovação.

O placar recebeu o posicionamento contrário de 10 deputados em relação a quarta-feira, 5, quando foi publicada a primeira versão do placar. Os deputados Domingos Neto (PSD-CE), Mara Gabrilli (PSDB-SP), Marcos Rogério (DEM-RO) e Arnaldo Jordy (PPS-PA), que haviam manifestado apoio à proposta de reforma, mas com ressalvas, mudaram radicalmente o voto na quinta.

Outros seis deputados que ainda não haviam sido ouvidos afirmaram oposição ao texto. Entre eles, cinco da base aliada de Temer. "Sou a favor do povo. Não posso votar em uma reforma como essa", disse o deputado Tiririca (PR-SP).

Apenas dois parlamentares solicitaram alteração de voto "contra" para "a favor".

Resultados do Placar até às 20h30 de quinta-feira, 6:

97 – A favor da reforma (84 com ressalvas)

261 – Contra a reforma

62- Não encontrados

57 – Não quiseram responder

1 – Abstenção

34 – Declararam-se indecisos

São necessários 308 votos para aprovar a proposta

Notícias relacionadas