menu

Piauí

02/07/2015


MESMO PAGO, aeroporto no Piauí não tem indício de obra

O aeroporto do município de Uruçuí, visitado recentemente pelo 180graus, é tema de uma polêmica controvérsia. O dinheiro para sua construção já teria sido pago de forma integral, mas o aeroporto não saiu do papel e ninguém sabe explicar onde foi parar a quantia milionária. Lá a reportagem encontrou somente mato, terra e um jumento aproveitando a sombra dos arbustos. Não havia qualquer indício mínimo de obra.

A Construtora Massari LTDA seria a responsável pela obra orçada em torno de R$ 1,4 milhão. O 180 está de posse de uma fatura e nota fiscal em que comprovam ao menos um dos repasses no valor R$ 250 mil à empreiteira. “Recebemos da Prefeitura Municipal de Uruçuí – PI a importância supra e mencionada de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais), conforme Nota Fiscal nº 0217 em anexo”, diz o recibo de pagamento.

Já a nota fiscal afirma no campo da “discriminação dos serviços” que o valor foi pago “referente a serviços de construção do aeroporto municipal no município do Uruçuí –Piauí, conforme tomada de preços nº 008/2007 e contrato em anexo”.

No documento houve desconto de INSS no valor de R$ 4.125,00, de Imposto de Renda no valor de R$ 3.750,00 e de ISS na quantia de R$ 7.500,00. Os valores foram recolhidos junto à Prefeitura de Floriano.

VERBA FEDERAL

A verba para o aeroporto é proveniente de recursos da União, portanto, federal. “Esse aeroporto foi durante a gestão do [ex-prefeito] Chico Filho, foi construído por R$ 1.418.000,00 só no papel. Está aqui, abandonado. E agora o que eles querem? Juntamente com o governo do estado, construírem um novo aeroporto onde já existe um pago. Então essa é a nossa indagação. Deveria primeiro haver a devolução do dinheiro da construção de um que já está aqui pago”, disse o vereador Edvaldo Lima, do PT, que acompanha essa situação.

Recibo de R$ 250 mil, que seria somente um dos repasses à Construtora Massari.
Recibo de R$ 250 mil, que seria somente um dos repasses à Construtora Massari.

O aeroporto, quer dizer, onde deveria ser, fica na entrada da cidade e a estrada de acesso ao local é areal, sem qualquer estrutura. Chico Filho, que seria o então prefeito na época, já foi preso na Operação Geleira, da Polícia Federal, e é o esposo da atual prefeita de Uruçuí, Renata Coelho, que não foi encontrada no município no dia da visita de 72 horas feita pelo 180graus a cidade.

POSSE DO TERRENO AINDA SERIA INDIVIDUAL

O vereador do PT, que tempos atrás já sofreu ameaças dentro das dependências da Câmara Municipal e ameaças de morte na frente da sua residência – neste último caso feita por homens armados que chegaram a atirar para o alto -, sustenta ainda que com a intenção do governo estadual de construir um novo aeroporto em Uruçuí, há um outro problema, que vem a ser a titularidade da propriedade, aquela mesma onde foi encontrada o jumento.

“A origem do terreno é duvidosa. O ex-prefeito Goethe Coelho se diz dono do terreno e exige o dinheiro de compra do local, para que seja construído o novo aeroporto”, explica.

180 Graus

Notícias relacionadas