menu

Brasil

25/09/2015


Ministro da Justiça garante que não há prejuízo em fatiar Lava Jato

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta sexta-feira, 25, que não vê "prejuízo nenhum" na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que retirou do juiz Sérgio Moro a condução das ações da operação Lava Jato cujos crimes ocorreram fora da jurisdição da Justiça Federal do Paraná.

"Eu acho que essa discussão tem uma conotação um pouco equivocada. […] Se o Supremo entendeu assim, que assim seja. Não vejo prejuízo nenhum para nada, em nenhuma investigação. Nós temos bons juízes, bons delegados, bons procuradores em várias unidades da República", afirmou Cardozo.

Em entrevista coletiva nesta sexta, após participação no programa Discussão Nacional, da Assembleia Legislativa de São Paulo, Cardozo afirmou que há uma "especulação indevida" sobre o caso. "Nesse caso, às vezes, há uma especulação indevida porque o que se está discutindo é uma regra de competência. Não existe um juízo universal para tratar de todos os assuntos que não sejam fatos conexos. Se o Supremo entendeu que há certos fatos que não são conexos, que vá para outras unidades investigarem e julgarem", afirmou o ministro.

Brasil 247 

Notícias relacionadas