menu

Política

03/10/2019


Ministro General Ramos, do Governo Bolsonaro, ouve reivindicações de Pernambuco e nesta 6ª sabe da Paraíba

O presidente Jair Bolsonaro resolveu encarar o Nordeste brasileiro de forma mais estratégica. É que o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República concluiu nesta quinta-feira uma agenda oficial conhecendo as demandas do governador Paulo Câmara, de Pernambuco, e nesta sexta estará em João Pessoa com o governador da Paraíba, João Azevedo.

É a primeira vez que o presidente determina a um auxiliar de primeiro escalão dialogar com o Nordeste.

PERNAMBUCO – O governador Paulo Câmara recebeu, nesta quinta-feira (03.10), o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Luiz Eduardo Ramos, no Palácio do Campo das Princesas, onde o chefe do Executivo estadual apresentou projetos estratégicos para Pernambuco. No âmbito de infraestrutura e recursos hídricos, por exemplo, estão a retomada das obras da Ferrovia Transnordestina, a conclusão da Transposição do Rio São Francisco e a Adutora do Agreste.

Por ser estratégica para o desenvolvimento do Nordeste e do Brasil, Paulo Câmara destacou a retomada da Transnordestina em Pernambuco. A intervenção já foi reiniciada no Ceará e no Piauí. Já sobre a Adutora do Agreste, o governador solicitou repasse de recursos para a conclusão da primeira etapa da obra (que já está em andamento) e para a segunda fase que, quando concluída, beneficiará 40 municípios do Estado. Ele também defendeu a licitação e realização das obras dos Ramais Complementares ao Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco.

Paulo Câmara também apresentou ao ministro projetos como o de conclusão da navegabilidade do Rio Capibaribe e propostas para o Complexo Industrial Portuário de Suape, os estaleiros pernambucanos e o Porto do Recife. Na área de recursos hídricos, o Ramal do Agreste, a segunda fase da Adutora do Pajeú, o Sistema Adutor do Oeste também foram destacadas pelo governador, que defendeu ainda o projeto de triplicação e requalificação da BR-232 na saída do Recife.

O ministro, que se mostrou receptivo às demandas estaduais, afirmou que até 2020 o Governo Federal, por meio do Plano Nordeste, investirá R$ 4,4 bilhões na Região.

Notícias relacionadas