menu

Brasil

15/12/2015


Ministros Henrique Alves e Celso Pansera são alvos de operação da PF

Além de cumprir mandado de busca e apreensão na residência oficial do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em Brasília, a operação batizada de Catilinárias também atingiu deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE) e dos ministros, Celso Pansera (PMDB-RJ), de Ciência e Tecnologia, e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), do Turismo.

De acordo com a Polícia Federal, foram expedidos 53 mandados de busca e apreensão, referentes a sete processos da Lava Jato para evitar que investigados destruam provas.

Pansera, um dos principais aliados de Eduardo Cunha na Câmara, foi nomeado ministro na última reforma ministerial promovida pela presidente Dilma Rousseff. Alves, ex-presidente da Câmara, também faz parte da ala mais próxima de Cunha no PMDB.

Veja abaixo o nome das pessoas que foram alvos da operação desta terça:

Aníbal Gomes (PMDB-CE), deputado federal
Celso Pansera (PMDB-RJ), ministro de Ciência e Tecnologia
Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara dos Deputados
Edison Lobão (PMDB-MA), senador e ex-ministro de Minas e Energia
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), ministro do Turismo
Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro indicado pelo PMDB

Notícias relacionadas