menu

Brasil

03/02/2014


Moradora do Edifício Master se despede de Eduardo Coutinho em velório

CINEASTA MORTO

Uma das primeiras pessoas a chegar ao velório do cineasta Eduardo Coutinho, no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro, foi Vera Lucia Maciel Savelle, 62 anos, moradora do Edifício Master, prédio que foi tema de um dos documentários mais importantes de Coutinho, em 2002. A cerimônia foi aberta às 10h desta segunda-feira (3) e o enterro está marcado para acontecer às 16h no mesmo local.

Vera lembrou com carinho do período de filmagens. "Foi uma amizade boa. O contato com ele foi excelente, tenho uma boa lembrança. [A morte dele] Foi algo que ninguém esperava. Eu vim representando a todos nós", comentou. "Deixa uma saudade muito grande. Ele seguiu com cada um os problemas mais fundos", disse ela.

A irmã mais nova do cineasta, Heloisa de Oliveira Coutinho, 78, disse que o cineasta "sempre levou uma vida discreta". "Eu encontrava com ele quando ia a São Paulo. São coisas que a gente não entende", lamentou ela, que recebeu a notícia através de Pedro, outro filho de Eduardo. "O Pedro me ligou por volta das 13h dizendo que achava que ele não iria sobreviver. Mais tarde, me ligaram dizendo que ele tinha falecido", disse.

"Foi uma tragédia mesmo. No ano passado ele foi homenageado pelos 80 anos, raro para quem fazia documentários", disse Heloisa. "Ele tinha uma maneira muito original de ser, era um ótimo pai, tinha o maior orgulho dos meninos".

Diretora da Escola de Cinema Darcy Ribeiro, Irene Ferraz, que também compareceu ao velório, disse que a história de Coutinho se confunde com a do cinema. "Ele pensou o Brasil com coerência, foi um pensador da antropologia social e fez uma reflexão profunda. Ele ousou falar dos contrastes", definiu. "Era uma pessoa simples. Singular".

O ator Paulo Ascenção, que diz ser amigo de Coutinho há 20 anos, disse que o legado do cineasta merece ser lembrado. "Ele era dinâmico, ativo, enérgico e falava com todo mundo. A generosidade é uma palavra marcante. Era muito reservado especialmente do ponto de vista privado", comentou.

Notícias relacionadas