menu

Política

03/10/2018


Moro aceita argumentos da defesa e adia interrogatório de Eduardo Cunha

O juiz Sérgio Moro aceitou os argumentos apresentados pela defesa de Eduardo Cunha e decidiu remarcar o interrogatório do ex-deputado para o dia 31 de outubro. Ele será ouvido no processo que investiga suposto esquema de corrupção nos contratos para fornecimento dos navios-sonda Petrobras 10.000 e Vitória 10.000.

A oitiva de Cunha estava marcada para o dia 3 de outubro mas, como o blog mostrou, a defesa do ex-deputado pediu o adiamento do interrogatório alegando que o depoimento poderia impactar a campanha de Danielle Cunha, filha do ex-deputado e candidata a Deputada Federal pelo partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB) no Rio de Janeiro.

Além disso, a defesa alegou que a Polícia Federal não respondeu questionamentos feitos pelos advogados sobre as investigações.

G1

Notícias relacionadas