menu

Brasil

02/12/2013


Morre irmão de Jorge Amado

BAHIA

Será enterrado nesta segunda-feira, às 17h, no cemitério Jardim da Saudade, o escritor James Amado, irmão caçula de Jorge Amado. Aos 91 anos, James morreu em casa, em decorrência de falência múltipla dos órgãos, de acordo com informações da sobrinha Elizabete Ramos. “Ele já estava muito doente, com problemas respiratórios, e agora descansou. O que fica na memória é a alegria dele, o envolvimento intenso com a literatura e o bom humor”, conta. James Amado deixa quatro filhos e sete netos.

A sobrinha Paloma Amado usou as redes sociais para lamentar a perda do tio. “Com tio James se termina uma geração. Agora é a nossa vez. Isso não me espanta, me desespera saber que nunca mais vou vê-lo, sentir seu carinho e sua palavra sábia e cheia de ironia. É tão duro ver a vida passar. Usando expressão predileta de Maria Sampaio, estou rachada em cruz, completamente destroçada”, escreveu.

O jornalista e editor da Tribuna Nelson Rocha, que trabalhou com o escritor na extinta Unigraf, empresa de publicidade da qual James Amado foi sócio, juntamente com o escritor João Ubaldo Ribeiro, também lamenta a perda do escritor. “A morte de James me deixou triste e ao mesmo tempo orgulhoso por ter tido a oportunidade de trabalhar com ele, com quem tive uma das mais gratificantes experiências profissionais. Uma das suas marcas com certeza era o bom humor, além da palavra amiga e incentivadora”, recorda.

James Amado entrou para a Academia de Letras da Bahia em 1990, onde ocupou a cadeira de número 27. Escreveu o romance “Chamado do Mar”, que retrata a cidade de Ilhéus, onde nasceu, numa paisagem regional e típica. A obra reproduz a praia e a economia do cacau, a criatura e os problemas humanos, envolvidos numa realidade miserável e marcada pelas injustiças sociais.
 

 

iG Bahia

Notícias relacionadas