menu

Brasil

03/08/2016


Movimentos sindicais farão ato “Fora Temer” durante abertura dos Jogos

Movimentos sociais e sindicais prometem realizar uma série de protestos contra o governo do presidente interino, Michel Temer, durante a Olimpíada, especialmente durante o pronunciamento de Temer na abertura dos Jogos.

Entidades como CUT, UNE, MST e MTST planejam dar visibilidade internacional ao protesto contra o golpe parlamentar no Brasil. Estão sendo organizados dois grandes atos na abertura da Olimpíada, que acontece na próxima sexta-feira 5, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Um dos atos ocorrerá em Copacabana, na zona sul, com concentração às 11h no hotel Copacabana Palace. A principal manifestação, porém, acontecerá à noite, no Maracanã.

Os movimentos pedem gritos de “Fora Temer” depois do Hino Nacional, do pronunciamento do presidente interino e da apresentação da cantora Elza Soares durante a cerimônia.

Preocupada com os protestos, a organização do evento proibiu que sejam levados aos locais da cerimônia de abertura e de competições itens de "cunho político" e religioso, como faixas e cartazes. A lista de restrições inclui apitos e megafones, que podem "criar ruído excessivo e interferir" na realização das competições. 

Notícias relacionadas