menu

Brasil

20/04/2014


Na celebração da Páscoa, papa reza pela paz na Ucrânia e na Venezuela

VATICANO

Em sua prece, pediu para que Deus ilumine e inspire iniciativas que promovam a paz na Ucrânia e na Síria e também citou a Venezuela. Sobre a Venezuela, o pontífice defendeu a "concórdia" entre as partes (governo de Nicolás Maduro e seus opositores), que já solicitaram a participação da Santa Sé em suas negociações.

"Que as almas se encaminhem para a reconciliação e para a concórdia fraterna na Venezuela", pediu o papa latino-americano. O bispo de Roma também citou o conflito da Síria e rezou pela libertação dos sacerdotes sequestrados e por todos aqueles que sofrem perseguição por professar uma fé.

Amor ao próximo

Em sua fala, como já é de seu costume, Francisco também instou as pessoas a prestarem atenção ao próximo, principalmente ao necessitado que vive perto de cada um. Ele disse que a "boa notícia" de alegria e esperança da Páscoa significa "estar perto de quem foi esmagado por problemas da vida, partilhar com os necessitados e estar ao lado dos doentes, idosos e os excluídos."

A missa do domingo de Páscoa é o ponto culminante da Semana Santa – o dia que marca a crença cristã de que Jesus ressuscitou dos mortos depois de sua crucificação.

Notícias relacionadas