menu

04/06/2019


No Piaui, governador diz que Bolsonaro precisa de governadores para aprovar Previdência

Poder360

‘Quem apresenta a proposta de tirar os Estados faça uma pergunta: com isso você garante que tem os 308 votos? Eu desconfio que não’, disse o governador do Piauí, Wellington Dias.  

Em meio ao impasse para inclusão ou não dos Estados na reforma da Previdência, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), diz que Jair Bolsonaro não conseguirá aprovar as mudanças no sistema de aposentadorias sem o apoio dos governos estaduais.

“Quem apresenta a proposta de tirar os Estados faça uma pergunta: com isso você garante que tem os 308 votos? Eu desconfio que não”, disse em entrevista ao Poder360.

Partidos do Centrão e deputados que fazem oposição aos governadores de seus Estados pressionam para que cada Assembleia estadual faça sua própria reforma.

Tido pelo Planalto e pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como a ponte de diálogo com os governadores de oposição, Dias é cético em relação à melhora que a reforma vai trazer para o país. A reforma, para ele, não é a “bala de prata” que vai resolver o problema das contas públicas. Por isso, cobra o andamento de outros projetos.

Dias afirma que há partes do governo em que o diálogo funciona melhor, e elogia o encaminhamento de projetos pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Wellington Dias tem 57 anos, já foi deputado estadual e federal e está no 4º mandato como governador do Piauí.

Notícias relacionadas