menu

Brasil

18/12/2015


Nome de Ciro gomes é ventilado para substituir Joaquim Levy na Fazenda

O nome do ex-governador e ex-ministro Ciro Gomes, do PDT, emerge como possível substituto de Joaquim Levy no Ministério da Fazenda, pasta que ele ocupou no governo Itamar Franco, substituindo Rubens Ricúpero, que sucedeu a Fernando Henrique quando este deixou o cargo para concorrer à Presidência da República, em 1994.

Ciro depois rompeu com o PSDB e disputou a Presidência em 2002. No segundo turno apoiou Lula, que o fez ministro do Desenvolvimento Regional. O 247 colheu a informação junto a fontes bem situadas do Governo que, por diferentes motivos, descartaram os nomes já cogitados: Nelson Barbosa, Luciano Coutinho e Jaques Wagner.

Ciro aproximou-se muito da presidente Dilma Rousseff desde que começou a batalha do impeachment, contra o qual vem fazendo duras declarações, denunciando uma “escalada golpista”. Na semana passada ele jantou no Alvorada com a presidente e o governador Pezão, do Rio de Janeiro.

Na manhã de hoje O Globo lançou o nome de Jaques Wagner, mas fontes do Governo descartam uma temerária troca no Gabinete Civil, onde Jaques vem conseguindo bons resultados políticos para o governo numa dobradinha equilibrada com o ministro chefe da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini.

A gestão de Ciro na Fazenda, em 1994, foi marcada por uma forte abertura comercial, com a redução das tarifas de importação de mais de 400 produtos para evitar o desabastecimento durante os primeiros tempos do Real. Atuou mais como um coordenador da equipe que implantou o plano e revelou ao país seu estilo polêmico e agressivo. Antes, fora governador do Ceará.

Se o escolhido vier a ser Ciro, um homem forte de sua equipe, que o assessora em assuntos econômicos desde o governo do estado, com certeza seria o economista Mauro Benevides Júnior, que atuou também na gestão de seu irmão Cid Gomes. 

Tereza Cruvinel

Brasil 247

Notícias relacionadas