menu

Brasil

29/09/2015


Nordeste cresce em média 30% e é maior produtor de petróleo em terra

Na Revista NORDESTE

A força econômica dos estados

Por Pedro Callado

A matéria abaixo foi publicada na edição nº 105 da Revista NORDESTE de setembro.

Nordeste tem crescido economicamente de forma expressiva nos últimos anos. Segundo o Banco Central, de 2003 a 2009 região cresceu em média 30%, enquanto a economia brasileira 28%. Esse crescimento foi possível devido a investimentos em indústrias, serviços e agricultura. No incremento do desenvolvimento industrial podem ser destacadas a instalação do Polo Industrial de Camaçari, na Bahia, com a indústria petroquímica e a montadora da Ford. Em Pernambuco há a montadora da Fiat/Chrisler, inaugurada em abril, antes dela o Complexo Industrial de Suape, que abrange a refinaria de Abreu e Lima já vem transformando a paisagem do estado. No Ceará, onde os serviços ainda são o carro chefe da economia, pode ser citado o distrito Industrial de Maracanaú, que emprega 16,5 mil pessoas, nas mais de 100 empresas instaladas no três polos industriais.


A região Nordeste também é a segunda maior do Brasil em produção de petróleo. A Bahia, com produção na bacia do recôncavo baiano, puxa a produção, seguido do Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão, Alagoas. Segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a região produz mais de 70% de todo o petróleo extraído em terra do Brasil.


Na pecuária, a região possui o maior rebanho de cabras do país. Na agricultura, destaca-se a região considerada o novo cerrado brasileiro, composta por parte da Bahia, Piauí, Maranhão e Tocantins. Comparando à safra passada, enquanto o IBGE registava aumento de 0,4% na região Norte, de 5,1% na região Sudeste e de 7,0% na região Sul, no Nordeste este crescimento alcançou 20,4%! Foram 18,9 milhões de toneladas. A região ainda é rica na produção de frutas tropicais (manga, abacaxi, caju, banana, acerola, goiaba, etc). Há também boa produção de mel, o Piauí tem se notabilizado como um dos grandes produtores do país.


É evidente que o turismo também é uma importante fonte de renda. Milhares de turistas estrangeiros e de outras regiões do Brasil visitam anualmente o Nordeste. De acordo com levantamento do Ministério do Turismo e da Fundação Getúlio Vargas 77,4% das pessoas que pretendem viajar nos próximos seis meses preferem viajar para dentro do próprio país. O Nordeste é o destino preferido por quase metade dos turistas: 30% pensam em escolher a região como destino para férias. Além disso, os viajantes de pelo menos seis países do continente ocupam lugares de destaque entre os estrangeiros que visitam destinos de sol e praia em cidades como Fortaleza, Natal, Recife, Porto Seguro, Salvador e João Pessoa.


Dados do Banco Central apontam ainda aumento na oferta de crédito e no consumo de energia. Dados como estes atestam o vigor econômico da região.

PIB da região 
Nordeste em 2012

R$ 595,3 bilhões 

PIB per capita em 2012

R$ 11.045 MIL 

Participação no PIB Nacional em 2012

13,6%

Crescimento do Nordeste

2010 6,9%, 2011 3,2%, 2012 3%, 2013 2,7%, 2014 3,7%  
 

Confira a Renvista NORDESTE na íntegra CLICANDO AQUI.

Notícias relacionadas