menu

Brasil

01/03/2016


Novo ministro garante que trabalho da Lava Jato não terá mudança

Após a primeira reunião com o ex-ministro José Eduardo Cardozo, o novo ministro da Justiça, Wellington César Lima e Silva, afirmou nesta terça-feira, 1º, que a Polícia Federal continuará seu trabalho sem alterações.

"As instituições do Brasil estão maduras a ponto de não sofrerem alterações com mudanças dos atores. A Polícia Federal continuará com seu trabalho como tem desenvolvido até hoje", disse Wellington César, que foi procurador-geral de Justiça da Bahia na época em que o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, estava à frente do governo baiano.

O novo ministro afirmou que sua função será garantir o cumprimento da Constituição. "A minha compreensão é que homens públicos, que ocupam determinadas funções, eles não necessariamente atendem pedido algum, eles simplesmente cumprem o que a Constituição determina e o que a instância judicial do país também determina", enfatizou.

A Polícia Federal encontrou uma forma inusitada de protestar contra a substituição de José Eduardo Cardozo por Wellington Cesar Lima e Silva no comando da pasta. Em sua página no Facebook, a corporação trocou a imagem do perfil para um brasão com uma faixa preta, representando luto; quase duas horas depois da troca da imagem, a PF postou uma mensagem atribuindo o luto à morte de um policial na Bahia.

Brasil 247

Notícias relacionadas