menu

Brasil

01/02/2016


Novo ministro: programas sociais não podem ficar no piloto automático

Planejamento

O novo ministro do Planejamento, Valdir Simão, afirma que o governo deve reavaliar programas, inclusive da área social, para "descontinuar" os que não têm mais sentido e valorizar os mais eficazes.

"Temos de verificar a qualidade dos programas. E para que esta avaliação? Para aperfeiçoar e fazer o orçamento seguinte do programa refletir as suas necessidades. Não podemos ficar ligados no piloto automático e simplesmente colar a gestão orçamentária", disse ele, em entrevista à ‘Folha de S. Paulo’.

Ele revelou que fará uma avaliação de vários deles, citando Farmácia Popular, Garantia Safra, UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e construção de creches no Pró-Infância.

“É preciso verificar se o programa está se propondo aquilo para o que foi idealizado, do ponto de vista fiscal e de investimento, se na sua formatação existem vulnerabilidades que possam permitir desvios”, afirmou.

Ele garantiu que o Bolsa Familia vai continuar. “Quando eu criei o Bolsa Família tinha o objetivo de redução da pobreza. Ele está contribuindo para isto? Está. Ele tem de continuar? Tem de continuar. Isto fortalece o programa para o gestão do ciclo orçamentário”, concluiu. 

Brasil 247

Notícias relacionadas