menu

Bahia

21/12/2015


Novo plano arborização em Salvador prevê mudanças em redes de luz e água

O Plano de Arborização Urbana de Salvador prevê mudanças na rede de distribuição de concessionárias públicas, como a de energia. De acordo com o projeto, as estruturas desses serviços devem ser gradativamente substituídas por redes compactas ou subterrâneas, facilitando desenvolvimento das árvores.

“É, em geral, a estrutura de energia elétrica e de tubulações que limita o crescimento das árvores. A fiação chamada de aérea, aquela que temos hoje em quase toda a cidade, exige o estudo do tamanho da copa da árvore”, explica o secretário.

Fraga, no entanto, reforça que a mudança das redes subterrâneas exige organização, já que podem afetar as raízes das árvores. Apesar da indicação do projeto, atualmente as concessionárias de energia elétrica são regulamentadas por legislações federais. A Coelba não comentou o projeto de lei, mas demonstrou preocupação com a segurança da rede elétrica, indicando que o serviço de poda deve ser periódico.

Embora esse seja um serviço de responsabilidade da prefeitura, a companhia informou, em nota, que realiza a poda, caso os galhos ou folhagens estejam próximos ou em contato com a rede. A concessionária pede que o usuário solicite o serviço através dos canais de atendimento disponíveis nos boletos de pagamento.

Quem identifica em áreas públicas árvores que precisam ser podadas ou removidas deve entrar em contato com o telefone 156 – Disque Salvador (Ouvidoria). No caso de erradicação de árvores, é preciso uma vistoria técnica feita pelo próprio município. Ao longo de um mês, o CORREIO solicitou dados da quantidade, locais e motivos de erradicação de árvores nas ruas – mas a Secretaria da Manutenção (Seman) não disponibilizou os dados.

Notícias relacionadas