menu

Ceará

06/06/2016


Número de PMs envolvidos em chacina de Grande Messejana pode superar 38

Após quase dois meses analisando o inquérito que indiciou policiais militares por participação direta na Chacina da Grande Messejana, ocorrida em novembro, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) vai denunciar os envolvidos à 1ª Vara do Júri de Fortaleza, com formalização estimada para os próximos dias. O número de denunciados pode ser superior aos 38 apontados pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD).

O inquérito policial foi remetido pela CGD ao MPCE no dia 11 de abril. A análise do material ficou por conta de uma força-tarefa formada pelos promotores André Clark Nunes Cavalcante, Franke José Soares Rosa e Alice Iracema Melo Aragão. Eram três resultados possíveis: ser arquivado, ser devolvido para mais apurações ou resultar em denúncia à Justiça.

“Vamos nos basear no inquérito muito bem feito pela Controladoria. Serão denunciados aquele número ou mais”, afirma a promotora Alice Iracema, que coordena a força-tarefa. Conforme O POVO publicou em dezembro após ouvir fontes da Segurança Pública, a investigação poderia chegar ao total de 50 servidores, incluindo quem deu apoio ou não interveio na ação criminosa.

As mesmas fontes detalharam, à época, que as outras linhas de investigação sobre a chacina foram descartadas no dia 18 de novembro, quando o inquérito fora remetido à CGD. Elas apontavam para a disputa de território pelo tráfico de drogas. As mortes ocorreram na madrugada do dia 12 de novembro nos bairros Curió, Alagadiço Novo, Conjunto São Miguel e Messejana.

A terceira linha de investigação foi confirmada pelo inquérito policial, apontando uma demonstração de força dos policiais em retaliação à morte do soldado Valteberg Serpa. Poucas horas antes da chacina, ele havia sido baleado na cabeça em tentativa de assalto na Lagoa Redonda. A vingança teria sido convocada entre os policiais pelas redes sociais. Foram 11 mortos e sete feridos numa madrugada de invasões e tiros nas comunidades atingidas.

 

VÍTIMAS DA CHACINA DA GRANDE MESSEJANA

 

MORTES REGISTRADAS NO CURIÓ, À 0H20MIN

Álef Souza Cavalcante, 17 anos

Jardel Lima dos Santos, 17 anos

Antônio Alisson Inácio Cardoso, 17 anos

MORTES REGISTRADAS NO ALAGADIÇO NOVO, À 1H54MIN

Marcelo da Silva Mendes, 17 anos

Patrício João Pinho Leite, 16 anos

MORTES REGISTRADAS NO CONJUNTO SÃO MIGUEL, ÀS 3H33MIN

Jandson Alexandre de Sousa, 19 anos

Francisco Elenildo Pereira, 41 anos

Valmir Ferreira da Conceição, 37 anos

MORTES REGISTRADAS NA MESSEJANA, ÀS 3H57MIN

Pedro Alcântara Barroso do Nascimento, 18 anos

Marcelo da Silva Pereira, 17 anos

Renayson Girão da Silva, 17 anos 

O Povo Online

Notícias relacionadas