menu

Brasil

04/12/2013


Ocupantes têm até esta quarta (4) para deixar reitoria

PERNAMBUCO

Na noite desta terça-feira (3), segundo dia da ocupação da reitoria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), os alunos receberam um mandado de reintegração de posse. Segundo informações dos estudantes, todos foram pegos de surpresa. O grupo reivindica a aprovação da entrada da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) na gestão do Hospital das Clínicas (HC).

“Propomos uma audiência pública nesta quarta, dia 4, às 17h, e o reitor Anísio Brasileiro responde à nossa solicitação com um mandado, sem nenhum tipo de diálogo. Consideramos a votação antidemocrática e só estamos tentando ter uma conversa”, afirmou um dos membros da comissão de comunicação do Ocupe Reitoria UFPE, o estudante que apenas se identificou como João Henrique.

De acordo com ele, a reitoria deu um prazo de 24 horas para o grupo deixar o local. Com o intuito de informar à sociedade sobre os andamentos da mobilização e atrair mais adeptos, os ocupantes criaram um blog e vêm atualizando o espaço com frequência. A página é descrita como contra o autoritarismo da reitoria e a privatização do Hospital das Clínicas.

A adesão da EBSERH foi aprovada em reunião nesta segunda-feira (2). Membros do Conselho Universitário da UFPE, que participaram da votação, divulgaram uma nota pública sobre a decisão e reafirmaram seu apoio ao reitor Anísio Brasileiro. Leia a nota, na íntegra, abaixo:

Nota Pública

Os membros do Conselho Universitário da UFPE presentes na reunião do dia 2 de dezembro de 2013, no auditório Jorge Lobo do Centro de Ciências da Saúde, que foram favoráveis à aprovação da assinatura do contrato entre a Universidade a Ebserh – Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, por meio desta nota pública, afirmam:

1. A decisão majoritária do Conselho Universitário de aprovar por 44 votos (83% do total) a assinatura do contrato foi tomada na sequência de uma longa negociação, com a ampla e aberta participação de todos os segmentos da comunidade universitária. Os aspectos relativos ao Hospital das Clínicas e ao novo modelo de gestão foram exaustivamente considerados.

2. A reunião do Conselho Universitário foi absolutamente legítima e democrática. Não há qualquer razão de reconsiderar o que foi deliberado.

3. A Ebserh é uma empresa pública, vinculada ao Ministério da Educação, que vai permitir a recuperação do Hospital das Clínicas para melhor atender à população e formar melhores profissionais da área de saúde.

4. Os conselheiros favoráveis à Ebserh afirmam seu apoio ao Reitorado da UFPE pelo encaminhamento democrático como vem tratando a questão, com disposição permanente ao diálogo, conforme a prática da atual gestão.
 

 

iG Pernambuco

Notícias relacionadas