menu

Pernambuco

12/05/2016


ONG Porto Social abre sede em Recife

O Porto Social ganhou uma sede nesta quinta-feira (12). A cerimônia de inauguração do espaço, localizado na Rua Marques Amorim, Ilha do Leite, Centro do Recife, contou com a presença de membros de ONGs e empresários. O projeto vai oferecer suporte técnico a 50 negócios sociais, que ainda serão escolhidos. As inscrições seguem até o dia 20 deste mês.

"A dificuldade é muito grande para manter uma ONG hoje, porque não existe uma rede. O porto social vai empoderar esses líderes, melhorar os projetos para que causem impacto social e econômico. Vai beneficiar quem está lá na ponta do terceiro setor", afirma o presidente da entidade, Fábio Silva.

A instituição vai funcionar em um edifício de 2 mil metros quadrados cedido pela Interne Educação, patrocinador da iniciativa. O segundo andar passou por reforma e foi destinado ao Porto Social. Os representantes selecionados vão ter acesso a salas com computador, auditório com espaço para duas mil pessoas.

Durante a inauguração, alguns empreendedores sociais que estão concorrendo a uma vaga apresentaram seus projetos. João Paulo Farias falou um pouco sobre as aulas de basquete gratuitas para crianças do Projeto Aurora, que coordena. "Eu passava todo dia pela Rua da Aurora e via a quadra de basquete lá. Comecei a ensinar algumas crianças. De repente, percebi que já estava com 20 meninos e só tinha uma bola. Por isso decidi expandir o projeto", afirma.

Mas não serão apenas as ONGs selecionadas que terão acesso ao local. “A ideia é criar também cursos livres para que a sociedade como um todo possa ser beneficiada”, afirma Návila Teixeira, diretora-executiva do Porto Social.

Os interessados em participar podem se inscrever pelo site do Porto Social. O projeto recebe apoio institucional da Prefeitura do Recife. O Porto Social ganhou uma sede nesta quinta-feira (12). A cerimônia de inauguração do espaço, localizado na Rua Marques Amorim, Ilha do Leite, Centro do Recife, contou com a presença de membros de ONGs e empresários. O projeto vai oferecer suporte técnico a 50 negócios sociais, que ainda serão escolhidos. As inscrições seguem até o dia 20 deste mês.

 JC Online

Notícias relacionadas