menu

Brasil

15/12/2015


Operação Catilinária: PF apreende celular de Eduardo Cunha

Entre as apreensões feitas pela Polícia Federal está o celular do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos alvos da operaça desencadeada na manhã desta terça-feira (15), que cumpriu 53 mandados de busca e apreensão contra políticos do PMDB.

As buscas foram feitas em sete Estados. Além de amanhecerem na residência oficial da Câmara, onde mora o presidente da Casa, Eduardo Cunha, os policiais federais também fizeram buscas na casa de Cunha, no Rio de Janeiro, na Diretoria da Câmara, na casa e em escritórios de dois ministros, o de Ciência e Tecnologia, Celso Pansera (PMDB-RJ), e do Turismo, Henrique Eduardo Alves.

Policiais também tiveram como alvo as residências do ex-ministro de Minas e Energia, o senador Edison Lobão, do deputado federal Aníbal Gomes (PMDB-CE), além do escritório do PMDB de Alagoas.

O nome da operação tem origem nas Catilinárias, que são uma série de quatro discursos célebres do cônsul romano Cícero contra o senador Catilina.

Notícias relacionadas