menu

Política

07/11/2019


OPINIÃO: A decisão do STF, a soltura de Lula e a urgência de maior segurança

Efeitos do STF: Lula em liberdade tende a fragilizar Governo Bolsonaro e exige segurança redobrada com milicianos

Por Walter Santos

O resultado da votação do STF por 6 a 5 pondo fim à prisão em segunda instância no pais projeta como efeito imediato a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com festa por mais de 1/3 da população fiel a ele, mas o futuro implica em implicações a exigir ampliação do sistema de segurança em torno de Lula.

A soltura de Lula implica ainda em uma nova fase na história politica do Pais permitindo efeitos desastrosos para as politicas de retrocesso de Bolsonaro/Guedes porque as futuras caravanas do ex-presidente pelo Brasil afora vão gerar reações populares extraordinárias.

A PARANOIA DOS MILICIANOS

A segurança em torno de Lula é elemento fundamental e extraordinária porque a postura comumente adotada pelos milicianos ligados a Bolsonaro, mesmo assim exige vigilância redobrada contra essa gente do mal.

Ora, se Marielle produziu a vindita dentro do condomínio de Bolsonaro, na Barra da Tijuca, como elemento contestador da cena politica nacional a partir do Rio de Janeiro, imagine com Lula livre.

EFEITOS DE DESMORONAMENTO

O Governo Bolsonaro passa a ficar mais fragilizado com a existência da simbologia de Lula como contra-ponto eficaz levando o presidente a conviver com mais problemas políticos.

LEIA MAIS:
Por 6 votos a 5, STF muda de posição e decide contra prisão após condenação em 2ª instância

STF: Mudança de entendimento a favor da presunção de inocência deve favorecer a liberdade de Lula

Nota: Defesa de Lula vai pedir a soltura imediata e nulidade total do processo contra o ex-presidente

Notícias relacionadas