menu

Ceará

25/12/2015


Pacientes acolhidos por entidade beneficente ganham festa de Natal

Voluntários e mães de pacientes acolhidos pela Associação Peter Pan se reuniram em festa de Natal promovida na sede da instituição nesta quinta-feira, 24. Ainda nem era noite quando os sinos do Papai Noel ressoaram por entre os corredores da associação que recebe 40 crianças e adolescentes em tratamento de câncer na Capital. Foi tempo de costurar esperança em oração e distribuir sorrisos em presentes e gratidão.

“Aqui, a gente recebe mais do que dá. Poder oferecer apoio a uma mãe que passa por um momento delicado como esse é uma das minhas grandes alegrias”, comenta a professora Isabele Santos Lima, 38. Ela é voluntária na instituição há 2 anos e, pelo menos uma vez na semana, tira três horas do dia para distribuir atenção às crianças acolhidas na unidade.

Nesta quarta-feira, a noite de Natal foi diferente para ela. Em vez de se reunir com os familiares, Isabele optou por se encontrar com os meninos e as meninas que costuma ver durante as visitas. “Eu senti no meu coração que era ao lado deles que eu deveria estar essa noite”, entrega-se.

Com o apoio de voluntários como a Isabele, Edineide Lacerda, 35, encontra forças para perseverar no tratamento da filha de 12 anos. Natural de Russas, a mãe fez morada na Associação Peter Pan há 9 meses, desde que a filha começou a se recuperar do câncer. “Nessas confraternizações, a gente se sente mais forte. É onda a gente encontra alegria”, define Edineide.

A reunião com a família na ceia de Natal é aguardada para o próximo ano. Foi essa esperança que a mãe trouxe para a festa. “Os médicos dizem que a minha menina se recupera bem. No ano que vem, tenho fé em Deus que a gente vai estar juntas, levando esses dias como ensinamento”, continua.

Para Olga Freire, presidente da associação, a festa é oportunidade de se reunir tendo a solidariedade como foco. “Nesse período natalino, as pessoas falam muito de ajuda ao próximo. Aqui, na Associação Peter Pan, todo dia é de solidariedade. Todo dia é Natal”, diz.

Rômulo Costa
O Povo

Notícias relacionadas