menu

Brasil

02/10/2016


Para evitar manifestantes, Michel Temer muda horário de votação

O presidente da República, Michel Temer, para evitar o encontro com manifestantes, votou assim que sua sessão eleitoral iniciou as atividades neste domingo (2).

Temer votou às 8h na Pontifícia Universidade Católica (PUC), zona oeste da capital paulista. Acompanhado apenas de assessores e seguranças, o falou rapidamente com a imprensa, desejou a vitória da democracia e informou que voltará ainda hoje (2) para Brasília.

Além dos manifestantes, Temer acabou driblando a imprensa e até mesmo seus assessores, que não souberam explicar a mudança de agenda do presidente, que estava previsto votar por volta das 11 horas.

No mesmo colégio eleitoral, votou o presidente do PT, Rui Falcão. Ele disse confiar num bom desempenho do candidato do partido à reeleição, o prefeito Fernando Haddad. “A expectativa é muito favorável, ele fez um grande governo, mudou a vida da cidade e as pesquisas indicam que nós estamos no segundo turno”, disse ele.

Notícias relacionadas