menu

27/02/2019


Paraiba: Novo formato das Muriçocas tem baixo público e faz 2º maior bloco de arrasto “desaparecer”

O novo formato do bloco “Muriçocas do Miramar” apresentado ao público, nesta quarta-feira (27) de fogo, em João Pessoa, não fez jus ao título de “2º Maior Bloco de Arrasto do Mundo”, e ficou bem longe dos tempos áureos e desfiles apoteóticos na avenida Epitácio Pessoa.

O público presente foi considerado por muitos o pior da história do bloco. Quem assistiu aos shows do Mestre Fuba e da cantora Elba Ramalho – a homenageada da noite -, no palco armado no cruzamento das avenidas Epitácio Pessoa e Tito Silva, no bairro de Miramar, pode trafegar e dançar tranquilo, sem grandes aglomerações ou o tradicional empurra-empurra de outros anos.

Imagens aéreas da TV Arapuan, que fez a transmissão ao vivo do bloco, mostraram várias vezes os “clarões” no meio da multidão, evidenciando o baixo público presente.

Vários foliões comentaram pela TV Arapuan o “desaparecimento” da agremiação com as mudanças apresentadas. “É um novo formato, mas espero que no próximo ano possa melhorar mais”, disse um dos entrevistados.

“Acabou as muriçocas, morreu!”, disse uma jovem entrevistada.

Contudo, algumas pessoas se agradaram do formato. “As Muriçocas ainda estão vivas. Elba Ramalho deu um show!”, disse outro entrevistado.

ENTENDA

O bloco Muriçocas do Miramar apresentou um novo formato na edição 2019. A diretoria afirmou à imprensa que o motivo da alteração seria uma tentativa de “resgatar a identidade cultural, a essência e o lirismo, abrindo mão do modelo de bloco de arrasto por trios elétricos”.

Ainda conforme a diretoria, a parte financeira influenciou, mas não foi decisiva. Assim, o bloco apresentou nesta quarta-feira de fogo um formato diferenciado.

Um palco foi montado na bifurcação das Avenidas Tito Silva com Epitácio Pessoa. Outro palco foi montado na Praça das Muriçocas, no qual uma das atrações foi a banda Os Gonzagas. Pelo bairro também houve desfile com orquestras de frevo e maracatu.

Notícias relacionadas