menu

Brasil

11/11/2013


Paraíba realiza mais de 2 mil cirurgias de catarata em seis meses

Paraíba

O Governo do Estado, em parceria com o Ministério da Saúde e os municípios, realizou 2.295 cirurgias de catarata entre os meses de maio e outubro desse ano. Os procedimentos atingiram a meta prevista e foram realizados nos municípios de Cajazeiras, Sousa, Patos, Guarabira, Solânea, Piancó, Monteiro, Itabaiana, Itapororoca, Catolé do Rocha, Picuí e Pombal. Foram investidos R$ 1.475,685,00.

A subgerente de Planejamento e Orçamento da Secretaria de Estado da Saúde, Selda Gomes, lembrou que vários pacientes estavam há mais de cinco anos a espera de uma cirurgia de catarata . “Esse procedimento não é de baixo custo e por isso gera grandes filas”, afirmou. De acordo com ela, os municípios não têm informações sobre o número de pacientes que estão esperando por esse tipo de procedimento e que um novo mutirão está previsto para acontecer no próximo ano.

Ao comentar sobre as cirurgias de catarata, o secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, afirmou que os investimentos estão acontecendo em todas as cidades e regiões, já que a intenção do governador Ricardo Coutinho é dotar o Estado de uma rede de saúde equipada e com profissionais qualificados para prestar um atendimento especializado com profissionalismo e, acima de tudo, humanizado. “E é justamente isso o que vem acontecendo em toda a Paraíba”, destacou o secretário.

Selda Gomes explicou que as cirurgias foram iniciadas no mês de maio e terminaram no último dia 30 e foram realizadas nos hospitais da rede estadual de saúde. Ela disse também que a realização dos mutirões integra a Política Nacional de Procedimentos Cirúrgicos Eletivos de Média Complexidade, do Ministério da Saúde. A iniciativa faz parte de uma ação nacional como forma de ampliar o acesso dos pacientes que aguardam por procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade. Essa estratégia busca a melhoria da qualidade do atendimento e a redução do tempo de espera.

Sobre a doença – A catarata é uma doença dos olhos que consiste na opacidade parcial ou total do cristalino e que começa a aparecer geralmente a partir dos 55 anos de idade. O cristalino é a lente que temos dentro do olho. Quando ela fica opaca, causa diminuição da visão e não melhora mesmo com o uso de óculos. O tratamento da catarata, quando a visão não melhora de modo satisfatório com a correção dos óculos, é sempre cirúrgico.

De acordo com Selda Gomes, a operação para correção da catarata é uma das mais procuradas pela população idosa usuária do sistema público de saúde.

Notícias relacionadas