15/05/2017

PRF e construtor são apontados como chefes da quadrilha que fraudava concursos

PRF e construtor são apontados como chefes da quadrilha que fraudava concursos

Segundo a polícia, o grupo fraudou pelos menos 70 concursos públicos e vestibulares. Um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e um funcionário do Detran estão sendo apontados pela Polícia Civil paraibana como líderes da quadrilha acusada de fraudar concursos públicos na Paraíba e em vários estados do Brasil. Vários integrantes do bando foram presos na operação Gabarito, iniciada no último dia 07 deste mês nas cidades de João Pessoa (PB) e Natal (RN).

Segundo a polícia, o agente do Detran responde por tráfico e homicídios em Alagoas e tem uma construtora usada pra lavar dinheiro. Já o agente da PRF, também apontado como um dos líderes, ainda de acordo com a polícia, lucrava 25% dos valores arrecadados no esquema. Ele também teria conseguido aprovar uma filha em medicina. Segunod a polícia, a própria filha teria confirmado a partiucipação do pai em depoimento.

Na manhã de hoje, a Polícia Civil concedeu entrevista a imprensa para apresentar seis pessoas que foram presas na última sexta-feira (12) em desdobramento da operação. Os últimos presos seriam “clientes” do esquema e uma mulher integrante da quadrilha, segundo a polícia.

Segundo a polícia, o grupo fraudou pelos menos 70 concursos públicos e vestibulares e faturou mais de R$ 20 milhões nas fraudes. 

WSCOM

comentários