menu

Brasil

02/03/2015


“Partido tem de buscar o poder”, diz Edinho Silva sobre planos do PMDB

Política

O ministro da Secretaria de Portos, Edinho Silva (PDMB-SP), aposta em uma mudança de comportamento do PMDB caso a presidente Dilma Rousseff chame o vice-presidente, Michel Temer, para o chamado núcleo duro do Planalto. Para ele, falta ao maior partido aliado do governo participação nas decisões.

Em entrevista ao iG, Edinho Silva defendeu a entrada de Lula para compensar a dificuldade de diálogo do governo com os partidos aliados. Para ele, o momento é de dificuldades e, por isso, ouvir é importante para “salvar a economia”. “Eu ouviria todo mundo. Só salvando a economia é que se salva a política”, considerou.

Edinho Silva defendeu que em 2016 o PMDB de São Paulo tenha sua candidatura própria, ao contrário dos que defendem apoio à reeleição do petista Fernando Haddad. “Partido tem que ter candidato”.

O ministrou ainda falou das dificuldades enfrentadas nos portos brasileiros, entre elas a dificuldade de acesso terrestre às principais zonas portuárias. Para o ministro, o ajuste fiscal é necessário, mas que para que se recomece a investir em um futuro próximo.

(Do iG)

Notícias relacionadas