menu

Pernambuco

04/01/2018


PC desarticula grupo envolvido em pirâmides financeiras

A Polícia Civil de Pernambuco iniciou, na manhã desta quinta-feira, uma operação de repressão denominada Necrópole de Gizé, para desarticular uma quadrilha de esquemas fraudulentos, ligada a três pirâmides financeiras conhecida como “Esquemas Ponzi”. Foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão domiciliar, além de um mandado de prisão preventivo na Região Metropolitana do Recife. Os suspeitos são investigados os crimes de associação criminosa, estelionato, crime contra a economia popular, crimes contra o consumidor e lavagem de dinheiro.
Os esquemas ficaram ativos até setembro de 2016, quando os pagamentos da rede criminosa foram suspensos, deixando várias vítimas descapitalizadas. A polícia descobriu que as empresas-alvo eram de “fachada” e foram criadas especialmente para coordenar as fraudes. Há informações de vítimas em todo o Brasil e no exterior. Outros sete mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juiz da 9ª Vara Criminal da Capital, foram cumpridos no mês de novembro do ano passado pela Delegacia do Cordeiro. As contas bancárias dos investigados foram bloqueadas desde novembro somando R$ 1 milhão. O material apreendido foi levado para a Delegacia do Cordeiro.
As investigações foram coordenadas pelo delegado da 6ª Circunscrição – Cordeiro, assessorada pelo Núcleo de Inteligência da DIM, com apoio da DINTEL. Participaram da operação 35 policiais civis.
Diário de Pernambuco

Notícias relacionadas