menu

Brasil

27/07/2015


‘Pedalada’ nos estados aproxima oposição de Dilma

Em busca de apoio político diante de possível rejeição das contas de 2014 pelo Tribunal de Contas da União, a presidente Dilma Rousseff quer propor aos governadores um pacto de governabilidade em reunião prevista para esta semana. O argumento que será usado é que a decisão do TCU pode gerar um ‘efeito cascata’ em cima dos Estados.

Um levantamento produzido pelo Planalto mostra que ao menos 17 governadores praticaram “pedaladas fiscais”, atrasando repasses de recursos a bancos públicos para cumprir programas sociais. Integrantes de tribunais de contas dos Estados já procuraram ministros do TCU para manifestar preocupação com possível contágio.

Dois governadores de oposição, o de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), com dificuldades em fechar as contas, demonstram simpatia pelo movimento do governo.

Brasil 247

Notícias relacionadas