menu

Brasil

29/08/2015


Pedro Taques formaliza ingresso no PSDB com aval de cúpula tucana

O governador Pedro Taques assina, na manhã deste sábado (29), a ficha de filiação ao PSDB, dez dias depois de anunciar a escolha pelo partido comandado pelo senador Aécio Neves (MG). Taques deixou o PDT – pelo qual se elegeu senador e governador – no dia 10 deste mês e demorou, pelo menos, uma semana, até anunciar a adesão do tucanato.

 

O governador chegou a ser assediado por vários partidos, além do PSDB – entre eles, o PSB, que, em Mato Grosso, tem como principal líder o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes.

 

Ex-candidato a presidente da República, o senador Aécio Neves conduz, no Hotel Fazenda Mato Grosso, o ato de filiação de Pedro Taques ao PSDB.

 

Ele estará acompanhado do senador José Serra (SP) e do deputado federal Nilson Leitão, presidente regional do PSDB.

 

Ao menos 5 mil pessoas são esperadas para o evento. Entre os convidados, estão as principais lideranças políticas do Estado.

 

Além disso, devem estar presentes os governadores de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; de Goiás, Marconi Perillo; do Paraná, Beto Richa; e do Pará, Simão Jatene; além do prefeito de Manaus (AM), Artur Virgílio.

O evento será aberto às 8 horas para a chegada dos participantes. Às 9 horas, estão marcadas apresentação da Associação de Músicos e artistas de Mato Grosso; apresentação de Siriri e Cururu e da Fanfarra de Várzea Grande.

Já às 9h30, Aécio e Taques estarão com jornalistas em uma coletiva de imprensa, no salão Curicaca do hotel.

Em seguida, o evento segue para o salão principal, em que diversos políticos terão a oportunidade de discursar para o governador.

Ainda ocorrerá uma homenagem, em vídeo, ao ex-governador Dante de Oliveira, falecido em 2006. Ele também trocou o PDT pelo PSDB.

Por fim, por volta de meio-dia, o governador irá assinar a ficha de filiação tucana. O evento será encerrado por Aécio.

O governador Pedro Taques ainda deve anunciar o número de prefeitos que o seguirão para o PSDB.

Nos bastidores, a informação é de que ao menos 40 prefeitos já confirmaram a filiação, que deverá ocorrer somente na semana que vem.

Histórico

Pedro Taques oficializou sua saída do PDT no último dia 10, por meio de um ofício sucinto, encaminhado ao diretório do partido em Cuiabá.

A saída do partido começou a ser especulada após os desentendimentos com o deputado estadual Zeca Viana, presidente regional da legenda.

No último dia 18, o governador anunciou que se filiaria ao PSDB.

A decisão amadureceu, principalmente, após várias conversas com o governador Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves.

O que pesou, fundamentalmente, para decisão – que admitia também a hipótese de ir para o PSB – foi a maior estrutura política e a musculatura eleitoral, do PSDB, em todo o país; além da certeza de que a sigla permanecerá na oposição à presidente Dilma Rousseff (PT).

Previsão de organizadores é de 5 mil pessoas no ato de filiação (Atualizada às 8h30)

Cerca de quatro mil pessoas estão presentes no Hotel Fazenda Mato Grosso, no Coxipó, para prestigiar o ato de filiação do governador Pedro Taques ao PSDB.

O governador encontra-se no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, para recepcionar o presidente nacional do partido, senador Aécio Neves (MG).

Aécio vem acompanhado do senador José Serra (SP) e do deputado federal Nilson Leitão, presidente do PSDB em Mato Grosso.

Samira diz que momento é importante para esposo (Atualizada às 9h55)

À imprensa, a primeira-dama do Estado, Samira Martins, afirmou que este é um importante momento na carreira de Pedro Taques.

"Ele está muito feliz e muito empolgado. Ele tem uma grande admiração pela organização do PSDB e pela união das lideranças. Acho que esse foi um dos atrativos que levou ele a optar pelo partido", disse.

Samira disse ainda não descartar uma possível filiação ao tucanato. "Se ele me pedir com carinho…", brincou.

Filiação de Taques "oxigena" o partido, diz Thelma de Oliveira (Atualizada às 9h57)

Já a ex deputada federal Thelma de Oliveira, esposa do falecido ex-governador Dante de Oliveira, afirmou que a filiação de Taques ao tucanato "oxigena" o partido.

"Recebo ele com muita alegria, até porque muitos dos ideais que o governador defende são tucanos. Ele já era tucano sem saber", disse.

Ela, no entanto, negou a comparação entre Taques e o seu ex-marido.

"Cada um tem sua história, sua trajetória, mas eles comungam de ideias comuns, que é o compromisso de construir um Estado voltado para a população", completou.

Vice governador diz que filiação é "um ganho" para Mato Grosso (Atualizada às 10h)

O vice-governador Carlos Fávaro (PP) afirmou que a filiação de Taques ao PSDB fará Mato Grosso viver um novo momento de destaque no cenário político nacional.

"Mato Grosso estava sendo relegado a segundo plano na política nacional, mas, agora, o Estado seguirá novo rumo de transformação, como já teve na época do ex-governador Dante de Oliveira".

Segundo ele, o perfil de Taques, voltado ao combate a corrupção, fará de Mato Grosso uma grande vitrine.

"Além dessa atuação voltada ao combate implacável a corrupção, ele também tem se notabilizado por fazer um Governo eficiente, enérgico, trazendo prosperidade para o Estado e que servirá de exemplo para esse momento de crise pelo qual passa o país", disse.

Fávaro também descartou a possibilidade de seguir para o novo partido do governador.

Paulo Taques diz que momento do governador é "histórico" (Atualizada às 10h05)

O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, também já esta no Hotel Fazenda. Ele disse que não poderia deixar de acompanhar o governador Pedro Taques em mais um "momento histórico" de sua carreira política.

Ele disse que sua esposa, a advogada Adréia Zamar Taques, que sofreu um AVC nesta semana, já está bem e deixou a UTI do Hospital Santa Rosa. E, portanto, ele resolveu passar rapidamente no evento.

"Fiz questão de passar aqui rapidamente, ficar um pouco ao lado do Pedro, neste momento importante da carreira dele", disse.

"O Taques tem uma característica singular na carreira dele, pois ele é um político que já veio de fora pra dentro. Começou na política como senador, o que já lhe trouxe um prestígio político e um respeito político muito grande", afirmou.

Aécio Neves e Pedro Taques acabam de chegar para o ato de filiação ( Atualizada às 10h50)

O senador Aécio Neves e o governador Pedro Taques acabam de chegar no Hotel Fazenda Mato Grosso.

No local, Aécio vai conduzir o ato de filiação de Taques ao PSDB.

Também estão presentes o governador do Estado de São Paulo, Geral Alckmin, o senador José Serra, governador do Paraná Beto Richa, o governador do Pará Simão Janete, o governador de Goiás Marconi Perillo e o deputado federal por Mato Grosso, Nilson Leitão.


Aécio diz que PSDB vive momento histórico (Atualizada às 11h)

Antes da entrevista coletiva o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves afirmou que o partido hoje vive um momento histórico.

Segundo ele, o PSDB é um partido que nasceu com ética.

Ele afirmou que um partido político se faz com homens e ideais e que, no PSDB não faltam ideais e projetos para o Brasil.

"Também não nos faltam quadros qualificados e hoje recebi em os um dos homens públicos mais respeitados, não só em Mato Grosso como em todo o Brasil", afirmou.

Segundo o senador, a filiação de Taques ao PSDB é um momento único e de grande alegria para todos os companheiros.

"Taques é um dos quadros mais cobiçados pelos partidos políticos sérios".

Alckmin diz que PSDB se fortalece com a filiação de Pedro Taques (Atualizada às 10h10)

"Estamos todos muito felizes, o PSDB hoje se fortalece muito mais com a chegada do governador Pedro Taques, um homem de caráter e de espírito público valioso".

Notícias relacionadas