menu

Pernambuco

15/09/2014


Pesquisa aponta Armando Monteiro e Paulo Câmara estão empatados com 33%

A disputa pelo governo de Pernambuco está acirrada e o segundo turno se mostra inevitável. É o que indica o levantamento do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) publicada pelos Diários Associados. Segundo a pesquisa, , tanto o candidato do PSB, Paulo Câmara, quanto o candidato do PTB, Armando Monteiro Neto, têm 33% das intenções de votos na pesquisa estimulada, na qual os nomes dos concorrentes são apresentados para o entrevistado. Os outros candidatos não chegaram a pontuar 1%; a soma dos eleitores que pretendem votar nulo, branco ou em nenhuma das opções disponíveis ficou em 9% e os indecisos representam 24% – percentual considerado baixo por especialistas. Para essa pesquisa foram entrevistadas 2 mil pessoas entre os dias 9 e 11 de setembro. Os resultados têm margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Considerando apenas os votos válidos, Paulo aparece com  50% e Armando com 49% (não fecha em 100% em decorrência dos decimais). Na pesquisa espontânea, Paulo aparece com 25% e Armando com 20%. A diferença supera a margem de erro. Na espontânea, o entrevistado precisa lembrar sozinho do nome do seu candidato.

No quadro geral, outro dado que chama a atenção: a maioria do eleitor demonstra querer um candidato de continuidade (41%) para governar o estado; 32% querem um candidato de oposição.

Metodologia


A pesquisa Ipespe foi registrada no TRE sob o número PE-00024/2014 e no TSE sob o nº 00629/2014. Foi feita face a face com 2 mil eleitores no período de 9 a 11 de setembro. A amostra dos entrevistados representa o eleitorado de Pernambuco, uma vez que foram usadas como referências proporções do eleitorado por mesorregião segundo cotas de sexo, idade e localidade. No total, 59 municípios foram visitados para a realização das entrevistas. A margem de erro desta pequisa é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos, calculada dentro de um intervalo de confiança de 95,45%. Não só o resultado principal, mas os de grupos devem usar a margem de erro. O Ipespe tem 28 anos de atuação. Tem sede no Recife. 

Notícias relacionadas