menu

Bahia

29/11/2017


PF aponta sumiço de 2 das 9 malas de Geddel

 Relatório da Polícia Federal aponta o sumiço de duas das malas de dinheiro apreendidas num apartamento usado pelo ex-ministro  para esconder mais de R$ 51 milhões. Registrado pelo escrivão Francisco Antônio Lima de Sousa, o sumiço das malas consta dos autos do inquérito aberto para investigar a origem do dinheiro.

Segundo o escrivão, a Superintendência da PF na Bahia enviou para Brasília, sede das investigações, sete malas, duas a menos que o registrado no auto de arrecadação, por ocasião da apreensão do dinheiro. A Polícia Federal informou que o dinheiro foi contabilizado e depositado em Salvador, e que não houve qualquer prejuízo financeiro. De acordo com a PF, as outras duas malas também estão em Salvador.

Geddel foi preso em 8 de setembro, três dias depois de a polícia localizar e apreender o montante num apartamento em Salvador. Geddel era um dos dois principais auxiliares de Michel Temer. Ao pedir a abertura de um inquérito para investigar a participação do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA), irmão de Geddel, na ocultação do dinheiro, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, argumentou que, “mais do que indícios, há prova”.

Brasil 247

Notícias relacionadas