menu

Brasil

15/07/2015


PGR afirma que não houve irregularidades na Operação Politeia

A Procuradoria-Geral da República (PGR) afirmou que não houve irregularidades no cumprimento dos mandados de busca e apreensão cumpridos na residência funcional de parlamentares alvo da Operação Politeia, deflagrada hoje (14). De manhã, a Polícia Federal fez busca e apreensão na residência dos senadores Fernando Collor (PTB-AL), Ciro Nogueira (PP-PI) e Fernando Bezerra (PSB-PE).

Em nota, a PGR informou que a Polícia Legislativa do Senado não participou da operação porque os mandados foram cumpridos no apartamento funcional dos investigados. No entendimento da procuradoria, os imóveis funcionais não são considerados como extensão das dependências da Casa.

“Todos os mandados expedidos pelo Supremo Tribunal Federal continham determinação expressa de que seu cumprimento deveria ser executado pela Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público”, justificou a procuradoria.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou a ação da Polícia Federal. De acordo com ele, as buscas e apreensões dentro no Senado devem ser acompanhadas pela Polícia Legislativa. “Buscas e apreensões sem a exibição da ordem judicial e sem os limites das autoridades que a estão cumprindo são invasão. São uma violência contra as garantias constitucionais, em detrimento do Estado Democrático de Direito”, afirmou Renan.

André Richter
Agência Brasil

Notícias relacionadas