menu

Nordeste

10/09/2019


Plantel da pecuária de corte já chega a 30 milhões de cabeças

A pecuária nordestina continua quebrando paradigmas mostrando que, em todos os biomas (inclusive no semi-árido), é possível produzir carne de qualidade utilizando as técnicas e tecnologias disponíveis no mercado nacional. O assunto foi debatido no Giro do Boi desta segunda-feira, com o médico veterinário Marcelo Araújo, consultor da Start Soluções do Agronegócio, e coordenador do Encorte 2019 – Encontro da Pecuária de Corte do Nordeste, que acontece na semana que vem nos dias 18, 19 e 20, no Centro de Convenções de Maceió, AL.

“Existem projetos formidáveis de pecuária intensiva na região Nordeste, inclusive com exemplos de fazendas colhendo 10@/ha/ano na cidade de Arapiraca, AL, utilizando irrigação nas áreas de pastagens”, disse o especialista, acrescentando que em apenas 19 hectares a propriedade tem uma lotação de 170 cabeças. São esses modelos de pecuária rentável que fazem com que os estados nordestinos se unam, com maior frequência, para realizar congressos, workshops, simpósios e encontros reunindo grandes nomes da pecuária brasileira. Esses debates estão programados para uma nova rodada da terceira edição do Encorte, evento que movimentou no ano passado meio milhão de reais em negócios, e reuniu um grupo de fazendeiros donos de mais de 300 mil cabeças.

Nesta edição do evento, estão sendo programadas 20 palestras, 5 painéis e 5 mesas redonda, ao final de cada uma delas, uma “prosa com o produtor”. Nomes como do Thiago Bernardino, do CEPEA/Esalq/USP; Luiz Antonio Josahkian, superintendente técnico da ABCZ; e do agrônomo especialista em pastagens, Wagner Pires, estão confirmados nas palestras que vão discutir as inovações tecnológicas, além de manejos de cria, recria, engorda e gestão.

As inscrições para o evento podem ser feitas no site www.encorte.com.br .


Giro do Boi

Notícias relacionadas