menu

Brasil

31/03/2014


“PMDB cumpre seu calendário para eleição sem açodamento”, afirma Renan

Alagoas

O 5º Encontro Regional "Alagoas, Realidade e Perspectivas", que reunirá em Penedo, dia 11 de abril, partidos políticos de oposição e lideranças populares da Região Sul de Alagoas, foi a tônica principal da entrevista do presidente do Congresso Nacional, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo rádio, na manhã desta segunda-feira (31). Renan convocou as lideranças da região de Penedo e enfatizou a importância do encontro.
O senador lembrou que o evento do dia 11, em Penedo, fecha um ciclo de encontros que o PMDB e partidos aliados vêm promovendo com o objetivo de debater, com as lideranças regionais, os principais problemas e encaminhar soluções em Brasília para atender às demandas mais sentidas em cada região. O calendário de encontros começou em maio do ano passado, em Santana do Ipanema, no Sertão, e teve sequência nos encontros de Paripueira, na Região Norte (em setembro), Maceió (dezembro) e Arapiraca, no Agreste, em fevereiro deste ano. Nesses encontros, ações voltadas para cada região foram discutidas e posteriormente anunciadas as medidas tomadas, com liberação de recursos federais para cada situação apresentada.
“O PMDB, junto com os partidos da aliança de oposição, está cumprindo o cronograma de ações que se propôs a cumprir”, disse Renan na entrevista. “No dia 11 apresentaremos em Penedo os pontos principais do projeto para o desenvolvimento de Alagoas elaborado por um grupo de especialistas e professores universitários reunidos pelo PMDB, através da Fundação Ulysses Guimarães”, explicou o senador.
“Esse projeto será apresentado para receber sugestões, críticas e contribuições dos partidos aliados e da sociedade, é o amadurecimento da proposta. A etapa seguinte, aí sim, é da escolha de nomes para mostrar e defender nosso projeto perante a população, para ganhar a eleição e governar o Estado”, afirmou o presidente do Congresso. “O calendário está sendo cumprido sem açodamento, não há por que precipitar as coisas”, acrescentou. “Vamos fazer pesquisas, consultar a opinião dos mais diversos setores e decidir de forma democrática”.
Renan disse acreditar que no final de abril ou início de maio o processo de consultas deverá estar concluído e pronto para a definição de nomes.
O senador reafirmou, na entrevista, que o PMDB tem quadros políticos “preparados e com respaldo do voto popular para disputar todos os cargos majoritários e proporcionais nas eleições de outubro deste ano em Alagoas”, e adiantou que pesquisas estão sendo feitas nesse sentido e confirmando sua afirmação. Como fez em outras entrevistas, ele citou o ex-prefeito de Murici e atual deputado federal Renan Filho (o mais votado da história de Alagoas, com mais de 140 mil votos em 2010, o que representou cerca de 11% de todos os votos válidos na eleição proporcional), o ex-prefeito de Arapiraca Luciano Barbosa, forte liderança na região do Agreste, e o médico e ex-vice-governador do Estado, José Wanderley.
Quanto ao seu próprio nome, o senador voltou a afirmar que está à disposição “se isso for o melhor para Alagoas”, mas fez questão de alertar que “não se pode tratar essa questão como projeto pessoal, mas sim de escolher onde posso servir melhor a Alagoas, se disputando o governo ou atuando no Senado”.

Notícias relacionadas