menu

Alagoas

19/01/2016


PMDB trava aliança, mas não tem candidato forte para disputar a prefeitura

Depois das declarações do deputado e presidente regional do PDT, Ronaldo Lessa, sobre a possibilidade de um consenso em torno do nome do prefeito Rui Palmeira nas eleições deste ano, já se sabia que viria torpedo por aí. E não deu outra coisa.

O governador Renan Filho foi apenas o porta-voz do PMDB, ao afirmar que o partido não será apenas figurante. Quer se protagonista pelo simples fato de que é o maior de Alagoas e sua avaliação ter sido muito boa em nível nacional. Mas esta afirmação está muito longe da realidade. Claro que ele combinou com o pai para abortar um processo de sucessão que já estava na pautada do dia. O PMDB, entretanto, é forte, mas não tem muitos nomes para disputar com Rui. Mozart Amaral ainda não mostrou pra que veio como secretário de Infraestrutura do governo do estado. O ex-ministro Vinicius Lages ainda continua um ilustre desconhecido para a população e o médico José Wanderley Neto anda magoado por não ter o PMDB feito pelo menos uma nota de desagravo quando teve sua casa invadida pela Polícia Federal.

Blog do Mousinho

Alagoas 24 Horas

Notícias relacionadas