menu

Brasil

12/11/2013


Polícia faz busca e apreensão na Multiclick

SUSPEITA PIRÂMIDE

A Polícia Civil de Balneário Camboriú (SC) apreendeu carros e documentos da Multiclick , num inquérito que apura os crimes de lavagem de dinheiro e estelionato. A empresa também é investigada como possível pirâmide financeira que atraiu cerca de 300 mil pessoas.

Com a medida, são ao menos cinco os negócios que, apresentados como marketing multinível , foram alvos de apreensão ou bloqueio de bens em 2013. Contra todos eles, pesam suspeitas de que serem disfarces para a constituição de pirâmides – fraude em que os investidores mais antigos são remunerados com o dinheiro dos mais novos.

No caso da Multiclick, os interessados tinham de pagar taxas de adesão de R$ 600 a R$ 2.750. A promessa era de lucrarem de R$ 160 a R$ 800 por mês por meio da colocação de anúncios na internet e da atração de mais gente para a rede. Em entrevista ao iG publicada em 18 de julho, o ator Sandro Rocha, do filme "Tropa de Elite 2", disse ter trocado a Telexfree pela Multiclick. Ele retornou ao recado deixado em seu celular nesta segunda-feira (11).

“Minha sogra conseguiu tirar R$ 800, e investiu R$ 5 mil. Minha tia investiu R$ 2.750 e não tirou nenhum centavo”, conta Alexandro Ferreira de Medeiros, de Natal (RN), que diz ter R$ 2.500 a receber da empresa.

 

iG

Notícias relacionadas