menu

Ceará

21/10/2019


Porteiro de prédio que desabou em Fortaleza deixa hospital

Edifício de sete andares desabou na terça-feira e matou nove pessoas. Sete foram resgatadas com vida das quais três seguem hospitalizadas.

Francisco Rodrigues Alves, o porteiro de 59 anos que escapou com vida do desabamento do Edifício Andrea, teve alta médica neste sábado (20), mesmo dia em que os bombeiros resgataram a última pessoa sob os escombros e encerraram a busca por pessoas. Francisco é uma das pessoas que aparece correndo para se salvar em vídeo de câmera de segurança do momento do incidente.

“Estou bem, conseguindo andar. Sentindo um pouco de dor mas estou conseguindo”, disse ao G1. Rodrigues foi liberado do Hospital Dra. Zilda Arns Neumann por volta das 15h deste sábado.

O ex-porteiro e zelador do Andrea passou por uma cirurgia no braço. Ele estava próximo a um dos portões do edifício no momento em que a estrutura ruiu e correu para longe dos escombros.

Ele era funcionário do prédio há 20 anos. Em depoimento um dia após a tragédia ele afirmou que “o prédio vinha caindo aos poucos”. “O prédio já vinha nos avisando que ia cair. Eu tinha medo e muitas pessoas também. As colunas não resistiram o peso, né? Vinha caindo aos poucos, já tem muito tempo que era assim. Era como se fosse uma tragédia anunciada”, relatou o zelador e porteiro.

Moradores hospitalizados

Com a alta de Francisco Alves, três pessoas feridas no desabamento seguem hospitalizadas.

Antônia Peixoto Coelho, 72 anos, segue internada em um hospital particular em estado grave;

Cleide Maria da Cruz Carvalho, 60 anos, está no Instituto Doutor José Frota (IJF) com ferimentos no corpo e apresenta quadro de saúde estável;

Gilson Gomes, 53 anos, quebrou as duas pernas enquanto trabalhava próximo ao local do desabamento e também recebe atendimento no IJF. Ele segue com quadro de saúde estável.


G1/CE

Notícias relacionadas