menu

Brasil

02/10/2016


Prefeitáveis votam em João Pessoa

Primeiro candidato a votara , Victor Hugo (PSOL) chegou ao seu local de votação às 9h da manhã deste domingo (2), no Central de Aulas na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Na ocasião, afirmou que a verdadeira pesquisleitoral será vista após a apuração, durante a noite. Ele revelou estar confiante com o resultado do pleito.

“O mais importante é não dar cabimento a pesquisas, e quando terminar as eleições serão reveladas as verdadeiras pesquisas, e a posição da população em relação a nossa candidatura”, afirmou o candidato.

Segundo Victor Hugo, o PSOL traz uma candidatura diferente ao pleito municipal de João Pessoa, como uma “real expectativa de mudança”. Hugo afirmou que o apoio da militância durante da campanha o faz confiar em um bom resultado.

O candidato, ainda aproveitou para voltar a criticar o posicionamento da TV Cabo Branco, por não o convidar para o último debate entre os candidatos à prefeitura de João Pessoa. Ele pontificou que mesmo sem a participação, se sente satisfeito com os embates anteriormente tido com os seus adversários.

Professor Charliton (PT), chegou ao local de votação, na escola Cidade Viva, no bairro do Bessa, 9h13 deste domingo (3), e votou com tranquilidade sem grande fila.

 Acompanhado de partidários e de militantes do PT, Charliton afirmou confiança devido as propostas apresentadas e da postura da candidatura do PT durante o período de campanha.

 “Fizemos uma campanha ética, propositiva, onde valorizamos os maiores desafios da nossa cidade. O projeto que apoiamos mudou o Brasil e João Pessoa e continuaremos defendendo isso”, afirmou.

Já Cida Ramos (PSB), chegou pouco depois, por volta das 10h, para votar, também no Bessa. Na ocasião, ela falou com a imprensa e disse estar confiante da vitória.

“Fizemos uma boa discussão sobre a cidade. Discutimos os programas, ações, obras e serviços e a cidade que temos e que a nós precisamos. Fizemos o que tinha que ser feito, com foco e proposta. Estou muito confiante na vitória e as urnas é que dirão o que a cidade quer. A minha expectativa é que vamos ter segundo turno”, ressaltou.

Ela comentou ainda sobre os números da pesquisa Ibope. “A pesquisa nunca acertou em João Pessoa e a nossa relação não é com pesquisa e sim com o povo”, destacou a candidata.

Notícias relacionadas