menu

Piauí

29/05/2015


Prefeito acusado de matar a esposa é denunciado no Tribunal de Justiça

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), por meio da 2ª Câmara Especializada Criminal, julgou procedente o recebimento de Ação Penal contra o ex-prefeito de lagoa do Sítio, José Arimatéas Rabelo, o Zé Simão (PT), preso em fevereiro deste ano acusado de assassinar com um tiro na nuca a esposa, Gercineide de Sousa Monteiro Rabelo.

Preso ha mais de 100 dias, o prefeito Zé Simão agora vai responder pelo crime em Ação Penal e poderá ter seu julgamento feito por meio de Júri Popular, já que perdeu o foro privilegiado ao ser cassado pela Câmara Municipal da cidade por meio de uma CPI.

Votaram pelo recebimento da denúncia, os membros da 2ª Câmara Especializada Criminal, os Desembargadores Joaquim Dias de Santana Filho, Erivan Lopes e Eulália Pinheiro.

VEJA TAMBÉM
O prefeito Zé Simão e a empregada Noêmia Maria da Silva Barros, 43 anos, foram presos acusados de cometerem o crime. Presa, a empregada acabou entregando o prefeito. Eles já confirmaram que tinham um relacionamento amoroso. Pressionada, após os peritos indicarem que um disparo de arma de fogo matou a primeira-dama, a mulher acabou mostrando onde estava a arma do crime, escondida entre as telhas da casa. (Leia mais)

CÂMARA CASSA SEU MANDATO
Após uma longa sessão a Câmara Municipal de Lagoa do Sítio cassou o mandato do prefeito de Lagoa do Sítio, Zé Simão (PT). A denúncia foi feita acusado de assassinar a esposa no dia 10 de fevereiro, foi denunciado pelo comerciante José de Arimatéia Sobrinho, o que motivou a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), para investigar as denúncias.

180 Graus

Notícias relacionadas