menu

Piauí

21/01/2016


Prefeito Firmino Filho vai a Brasília buscar recursos para retomar obras

Teresina possui atualmente três obras de mobilidade que estão licitadas, mas que aguardam liberação de recursos para serem iniciadas: o corredor Norte 2 na Avenida Duque de Caxias, o corredor Leste-Sudeste com a duplicação da Avenida dos Expedicionários e a construção da ponte Poti II. Em busca dal iberação de recursos para retomar as obras, o Prefeito de Teresina, Firmino Filho, esteve nessa quarta-feira (20), com o secretário do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Maurício Muniz, em Brasília.

Durante o encontro realizado em Brasília, foram discutidas ações referentes a obras de mobilidade urbana e de urbanização.“Estamos aguardando autorização para que possamos dar a ordem de serviço”, disse o chefe do executivo municipal.

De acordo com Firmino Filho, a Prefeitura de Teresina e o Governo Federal vão continuar o diálogo para definir quais serão as prioridades. “Houve um entendimento de que nós deveremos compatibilizar o fluxo financeiro dessas obras com os recursos do PAC para este ano. Vamos continuar os entendimentos para que nós possamos precisar quais serão aquelas obras que serão iniciadas primeiramente”, frisou.

As obras de urbanização da Vila da Paz, na zona Sul de Teresina, e da área de intervenção do Parque Lagoas do Norte, na zona Norte, também foram discutidas na reunião desta quarta-feira. De acordo com Firmino Filho, o diálogo entre os dois entes vai continuar para que a operacionalização das obras ocorra o mais breve possível.

“São dois empreendimentos importantes e necessários para que a urbanização tanto da Vila da Paz quanto a segunda parte da Lagoa do Norte possam vir a acontecer”, finalizou.

Outro assunto tratado na reunião foi a necessidade de obras de drenagem no Portal da Alegria, que é um conjunto feito com recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida. A situação tem sido agravada com a chegada do período chuvoso.

“á com as primeiras chuvas, nós pudemos perceber o estrago que as águas têm feito na região, especialmente no Residencial Torquato Neto. Foi acordada uma estratégia para que pudéssemos garantir recursos e viabilizar a licitação das obras emergenciais que amenizem o problema”, enfatizou Firmino Filho.

O secretário Municipal de de Planejamento e Coordenação, Washington Bonfim e o coordenador do Programa Lagoas do Norte, Erick Amorim, também participaram da reunião. 

Notícias relacionadas