menu

Alagoas

19/12/2016


Prefeito preso por estupro é transferido para presídio

O prefeito eleito do município de Santa Luzia do Norte, Edson Mateus da Silva (PRB), deve ser transferido, até a próxima segunda-feira (15), para o sistema prisional alagoano. Ele foi preso na quinta-feira (15) acusado de participar de um estupro de vulnerável e atualmente está na Casa de Custódia, no Jacintinho.

O juiz de Execuções Penais, Braga Neto, disse que, como o caso envolve um crime contra a vida, Edson deve subir para um dos presídios do complexo, que fica no Tabuleiro do Martins. O secretário de Ressocialização e Inclusão Social, coronel Marcos Sérgio, ressaltou que a vaga já está disponível.

Como o prefeito eleito, preso pela delegada Fabiana Leão, titular do Distrito Policial de Santa Luzia do Norte, possui nível superior completo, terá direito a uma cela especial em uma ala destinada a esses presos no Baldomero Cavalcanti.

O político tem 44 anos e, de acordo com a delegada, foram encontrados vídeos que incriminariam Edson e estão servindo de provas. As imagens foram apreendidas no celular dele durante as eleições deste ano, quando foram cumpridos mandados de busca e apreensão por crime eleitoral.

O estupro ocorreu em janeiro deste ano, e a denúncia foi oferecida no último dia 6 pelo Ministério Público Estadual (MPE), apontando que ele e outros indivíduos não identificados, que praticaram atos sexuais contra um homem e uma mulher que estavam desacordados

O prefeito foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela juíza da Comarca do município, Juliana Batistela. De acordo com a denúncia, o acusado também tentou constranger uma criança a praticar o ato com uma das pessoas desacordadas. Toda a ação foi filmada pelo próprio réu.

De acordo com a delegada Fabiana Leão, as investigações acerca deste caso serão iniciadas após o acusado prestar depoimento. Segundo ela, o vídeo – encontrado no celular pessoal de Edson Mateus – é uma prova clara de que houve o crime.

"Vamos colher o depoimento dele e iniciar as investigações sobre o caso. Ele já foi denunciado pelo Ministério Público. Vamos localizar os demais envolvidos que aparecem no vídeo junto com ele", explicou. 

Notícias relacionadas