menu

Brasil

12/02/2020


Prefeitura do Rio divulga regras para desfile de blocos no carnaval

Por Cristina Indio do Brasil – Repórter da Agência Brasil – Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio não vai reprimir os desfiles dos blocos irregulares, mas haverá multa da Comlurb pelo lixo deixado no local. A informação é do secretário de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos do Rio, Felipe Michel, em entrevista coletiva hoje (12) de apresentação das ações para o carnaval, na Cidade das Artes, zona oeste da cidade.

A multa inicial será de R$ 1,3 mil e pode ser ampliada de acordo com o volume do lixo. Michel informou ainda que os organizadores dos blocos também serão responsabilizadas caso haja problema de segurança ou dificuldade na mobilidade da população.

“Não é um carnaval de repressão. É um carnaval de organização, de planejamento e pensando sempre na segurança do folião e da população. Todo bloco que for desfilar sem autorização, tem que ter responsabilidade e saber que será punido pela Comlurb sobre o que vier a ocorrer com relação à segurança, à mobilidade e a todos os serviços da prefeitura. Com tudo que leva insegurança à população, ele será responsabilizado, porque o bloco não é autorizado e não faz parte do planejamento. Não tem repressão, tem planejamento”, disse o secretário.

De acordo com a Riotur- Empresa de Turismo do Município do Rio -, no fim de semana de 8 e 9 de fevereiro, 270 mil pessoas participaram de 37 blocos, número que supera em três vezes o total de foliões no ano passado. Durante o carnaval Rio 2020 a previsão é que devem desfilar 411 blocos, sendo a maior parte na zona sul (116). No centro serão 109 e na zona norte, 83. A Tijuca, também na zona norte, terá 53 blocos; na zona oeste serão 42 e em Jacarepaguá e na Barrar, 38.

Notícias relacionadas