menu

Brasil

13/06/2016


Presidente do DEM é investigado por lavagem de dinheiro

O presidente do DEM, Agripino Maia, investigado por indícios de receber propina da OAS, teria realizado operações suspeitas no valor de R$ 15,9 milhões entre dezembro de 2011 e novembro de 2014.

A questão é levantada em relatório do Conselho de Controle de Atividades financeiras (Coaf), que integra o inquérito contra o parlamentar no STF, apontando suspeita de lavagem de dinheiro.

Segundo a PF, Agripino recebeu propina para viabilizar a liberação de recursos do BNDES para a empreiteira, para financiar a construção do estádio Arena das Dunas, em Natal, construído para a Copa de 2014.

Notícias relacionadas