menu

Internacional

26/12/2015


Previsões de neve, chuva e tempestade deixam americanos apreensivos

Os americanos estão apreensivos com as mudanças climáticas que vêm ocorrendo nos Estados Unidos nos últimos dias.

Enquanto governos de áreas dos do Sul dos Estados Unidos, como Louisiana, Alabama, Mississippi, Arkansas e Carolina do Sul estão tentando adotar as medidas necessárias para enfrentar os prejuízos decorrentes dos tornados e das inundações, que resultaram em 15 mortes, durante o feriado do Natal, os governos do Texas, de Oklahoma e outros estados do Sul e do Oeste começam se preparar para fortes tempestades esperadas este sábado (26) e para o domingo (27).

Os tornados ocorrem mais nos Estados Unidos do que em outros países. O problema é que, este ano, além dos tornados, a população norte-americana está enfrentando uma diversidade de ocorrências climáticas nunca vista antes no pais. Seca no Oeste, muita chuva em alguns estados do Sul, neve e granizo em estados do Norte, no oeste do Texas e no Novo México e grandes tempestades em outras áreas do Texas e em Oklahoma.

“O tempo está louco nos Estados Unidos. A temperatura está alta em muitos estados onde costumeiramente faz muito frio ou neva nesta época do ano. Na Carolina do Norte, por exemplo, em mais de 100 anos, nunca choveu tanto como agora”, disse Christina Hammond, que trabalha como voluntária em projetos assistência social.

Depois do calor registrado nos últimos em Nova York, Washington e até em partes do Canadá, o serviço de meteorologia dos Estados Unidos (Noaa) está prevendo para os próximos dias uma onda de neve e gelo nos em extensas áreas do país, incluindo Colorado, Kansas, Montana, Dakota do Sul e Dakota do Norte.

“Pode ser que em algumas áreas do país volte a nevar forte como no ano passado, quando, na mesma época do ano, houve recordes de baixa temperatura”, disse Stevie Done, supervisor da empresa Bell Partners, do ramo imobiliário. “Se a previsão de baixas temperaturas realmente se confirmar, isso será uma boa notícia para muitas estações de inverno que dependem da neve para receber turistas nessa época do ano”, acrescentou o empresário.

Agência Brasil

Notícias relacionadas