menu

Ceará

23/05/2016


Procon Fortaleza notifica Cagece para investigar tarifa de contingência

O Procon Fortaleza informou que notificou nesta segunda-feira, 23, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) para solicitar explicações sobre o reajuste de 11,96%. A tarifa de contingência está sendo aplicada pela companhia desde o dia 19 de dezembro de 2015 para inibir o consumo excessivo de água na capital e outros 17 municípios.

Segundo o Procon, a tarifa tem gerado aumento nas reclamações de consumidores. "É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, elevar preços sem justa causa, caracterizando assim prática abusiva, prevista no Código de Defesa do Consumidor (CDC)", frisa a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos.

Entre 1º de janeiro a 20 de maio, 200 atendimentos contra a Cagece foram registrados no Procon Fortaleza. O número representa um aumento de 38,88%, em comparação com o mesmo período de 2015, quando foram contabilizados 144 atendimentos.

O POVO Online entrou em contato com a Cagece, que até o momento não recebeu a notificação.
Em fevereiro, o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon), do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) instaurou procedimento administrativo contra a companhia para verificar possível prática abusiva no cálculo. Na época, a Cagece adiantou que cumpriria o prazo estabelecido pelo Decon para encaminhar os esclarecimentos sobre a tarifa.

Serviço

As reclamações poder ser feitas no site www.fortaleza.ce.gov.br/procon, acessando o link Atendimento Virtual. Deficientes visuais também pode abrir uma reclamação ou denunciar pela nova ferramenta "Procon Acessibilidade". Mais informações pela Central de Atendimento ao Consumidor, 151.

 O Povo Online

Notícias relacionadas